23/08/2021 às 08h37min - Atualizada em 23/08/2021 às 08h37min

​Lixo no cemitério municipal: é preciso conscientização

Vários caminhões de entulho foram retirados do local nas últimas semanas.

Ana Paula Nesi
Foto: Luiz Honório
O Cemitério Municipal de Cocal do Sul é o local de descanso de amigos e familiares da maior parte da população e o que ainda tem sido observado pela Administração Municipal, é a falta de cuidado que algumas pessoas têm com o espaço.  Segundo o Secretário de Infraestrura do município, Vanderlei Figueiredo, foram retirados mais de dez caminhões de entulho do cemitério. Ele acredita que por ser um local que nem sempre é visitado e fica fechado, as pessoas não tomam tanto cuidado.  “Pessoas que trabalham de modo particular, construindo túmulos e capelas muitas vezes não estão dando o destino ideal para os materiais que são restos de obras, como madeiras, sacos de cimento, tijolos”, aponta o secretário que conta que um mutirão de limpeza foi realizado. 

Para o descarte de materiais como flores, coroas, vasos quebrados, ele afirma que existem lixeiras no local. “Há lixeiras em pontos específicos do cemitério para que esses materiais possam ser descartados”. Porém, os rejeitos maiores devem ter outro destino. “Para os rejeitos de obra que são feitas, não temos um lugar adequado para descarte e fica sendo responsabilidade de cada profissional ou quem os contrata para o serviço, de tomar as devidas providencias para descartar o material, seja contratando um tele entulho ou com uma carretinha no próprio carro”, sugere o secretário, afirmando que o importante é que ao final da obra, o local seja deixado limpo. 

Vanderlei lembra que a limpeza dos entulhos teve inicio há duas semanas e nesta segunda e terça-feira, foi concluída com a limpeza geral. “Tiramos todos os matos, abrimos um valo que tem na parte de trás que futuramente será drenado para construção de novas capelas e assim concluímos a limpeza da parte física no cemitério”, ressalta, garantindo que agora o trabalho será de conscientização para que o espaço continue limpo. “É preciso conscientizar a população para que não deixe a situação chegar nesse nível novamente. É isso que pedimos para a comunidade: mais conscientização com o cemitério de Cocal, que pertence a todos nós”, frisa.
 
A manutenção da limpeza do local, segundo o responsável pela pasta da infraestrutura, é responsabilidade de todos, inclusive das próprias pessoas que contratam esses pedreiros particulares ou aqueles que já trabalham dentro do cemitério para construir ou reformar suas capelas.  “Peçam para que esses profissionais mantenham o cemitério limpo e não joguem em meio aos túmulos ou nas ruas do cemitério. É preciso respeito com as famílias que tem suas capelas lá e as mantem limpas”, finaliza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial