11/11/2020 às 14h51min - Atualizada em 11/11/2020 às 14h51min

​Eleições 2020: Eleitor sem máscara não votará

A regra é valida em todo território nacional e faz parte do pacote de medidas sanitárias do TSE.

Ana Paula Nesi
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Faltam quatro dias para as eleições municipais em todo o país e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) segue reforçando as regras do protocolo sanitário elaborado em setembro para o pleito deste ano.

Devido a pandemia do novo coronavírus, os eleitores só poderão acessar o colégio eleitoral se estiverem usando máscara. O protocolo reforça ainda o distanciamento mínimo de 1 metro nas filas e o uso de álcool em gel na entrada e saída das sessões.
Para garantir a segurança de mesários e eleitores, máscaras e protetores faciais acrílicos serão de uso obrigatório para quem estiver trabalhando na sessão e a orientação é que o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.
 
Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as regras do protocolo sanitário serão fiscalizadas pelo mesário que estiver na função de chefe da seção eleitoral. “Em rigor, nem vai entrar ninguém no local de votação sem a máscara e não vai permanecer sem observar o distanciamento social. Se for necessário, ele [mesário] pode chamar a polícia, mas essa haverá de ser uma situação puramente residual. No mundo civilizado, as pessoas cumprem as regras e respeitam as outras”, disse Barroso.
 
Outra mudança nesta eleição é o horário de votação que aumentará em uma hora. Os colégios eleitorais abrirão às 7 horas e atenderão até às 17 horas do dia 15 de novembro. Lembrando que das 7h às 10h, a votação é preferencial aos eleitores com mais de 60 anos, ou seja, a faixa etária terá preferencia nas sessões.





Com informações: Agência Brasil
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial