07/11/2020 às 16h49min - Atualizada em 07/11/2020 às 16h49min

Joe Biden é o novo presidente eleito dos Estados Unidos

Democrata passou dos 270 votos no colégio eleitoral. Trump não concede derrota e diz que vai recorrer à Justiça.

Foto: AFP/Arquivos
Quatro anos depois de deixar a Casa Branca, Joe Biden voltará à sede do governo dos Estados Unidos. Mas, desta vez, será ele quem liderará o país. Ele derrotou o atual presidente, Donald Trump, em uma eleição acirrada e atípica, realizada em meio à pandemia do novo coronavírus.
Com a apuração praticamente concluída na maioria dos Estados-chave, Biden conseguiu alcançar 290 dos 538 votos do Colégio Eleitoral, segundo projeção da BBC.

O democrata obteve vitórias importantes em Estados como Wisconsin, Michigan e Pensilvânia, que haviam sido conquistados pelo Partido Republicano nas eleições de 2016. Biden será o 46º presidente da história dos Estados Unidos e o mais idoso a assumir o cargo — terá 78 anos na data da posse.
 
Ao lado de Biden, assumirá a vice-presidencia, Kamala Harris, que aos 56 anos entra para a história dos estados Unidos como a primeira mulher eleita vice-presidente no país. Filha de pais imigrantes - mãe indiana-americana e pai jamaicano -, ela será também a primeira vice-presidente negra e a primeira descendente de indianos a assumir o cargo.
 
Através das redes sociais, Joe Biden agradeceu aos eleitores e afirmou que será um presidente para todos os americanos.
"América, estou honrado por ter me escolhido para liderar nosso grande país. O trabalho que temos pela frente será árduo, mas prometo o seguinte: serei um presidente para todos os americanos - quer você tenha votado em mim ou não. Vou manter a fé que vocês colocaram em mim", postou ele no Twitter.
 
Reclamações de Trump
 
O presidente Donald Trump alega que a votação está sendo roubada e promete ações na Justiça. Logo após a declaração de Biden como vencedor na imprensa americana, sua campanha soltou nota dizendo que a eleição não acabou. "Todos nós sabemos por que Joe Biden está se apressando em fingir que é o vencedor e por que seus aliados da mídia estão se esforçando tanto para ajudá-lo: eles não querem que a verdade seja exposta. O simples fato é que esta eleição está longe de terminar", afirmou Trump.

Pouco depois, advogados de Trump disseram a jornalistas que houve fraude eleitoral e que medidas legais, como recursos pedindo a recontagem dos votos, serão apresentados à Justiça a partir de segunda-feira (9). A campanha republicana pediu recontagem em Wisconsin e tenta suspender a apuração na Pensilvânia, na Geórgia e em Michigan.

Também pediu interferência em um caso pendente na Suprema Corte dos EUA sobre a Pensilvânia, um estado importante da disputa que ainda está contando centenas de milhares de cédulas enviadas pelo correio. O republicano tenta impedir que o estado conte votos que cheguem depois da eleição. Trump está tentando evitar se tornar o primeiro presidente em exercício dos EUA a perder uma candidatura à reeleição desde George H.W. Bush,
em 1992.


Conheça a história e trajetória polica de Joe Biden e Kamala Harris nas matérias especiais que a BBC Brasil produziu. 




Com informações: G1 e BBC Brasil
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial