05/09/2020 às 11h11min - Atualizada em 05/09/2020 às 11h11min

Nota de R$ 200, prorrogação de auxílio, recessão e primeiros resultados da vacina russa

Confira estes e outros acontecimentos que foram destaque no Brasil e no mundo na semana entre os dias 30 de agosto e 5 de setembro de 2020

R7
Foto: Divulgação.

     A semana que termina neste sábado (5 de agosto de 2020) foi marcada pelo lançamento da nota de R$ 200, pela oficialização da prorrogação do auxílio emergencial até dezembro e pelo tombo histórico da economia brasileira no segundo trimestre. Também aparecem entre os destaques a saída de Deltan Dallagnol da coordenação da força-tarefa da Lava Jato e o  projeto que flexibiliza regras do CTB.


  •   O BC (Banco Central) apresentou na quarta-feira, dia 2, a nota de R$ 200, que leva a imagem do lobo-guará. As cores predominantes da cédula são cinza e sépia e o formato é igual ao da cédula de R$ 20 (14,2 cm x 6,5 cm). De acordo com o BC, a nota começou a ser produzida em agosto deste ano e, até o final de 2020, 450 milhões de unidades devem entrar em circulação no mercado brasileiro, com o custo de R$ 113,4 milhões aos cofres públicos e injeção de R$ 90 bilhões na economia. A cédula conta com inúmeros elementos de segurança e rendeu vários memes nas redes sociais.
-----------
  •  O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial até dezembro, com parcelas de R$ 300. Mais de 65 milhões de brasileiros recebem o benefício durante a pandemia do novo coronavírus. O valor havia sido antecipado pelo R7 no dia 19 de agosto. Após cinco depósitos de R$ 600 de abril a agosto, ocorrerão mais quatro pagamentos com a metade do valor. O texto, publicado no Diário Oficial da União na quinta-feira, deixa claro que deixam de ter direito ao pagamento pessoas que foram contratadas em emprego formal ou tenha recebido algum benefício previdenciário ou assistencial, ou seguro-desemprego após o início do recebimento do auxílio.
------------
•     A economia brasileira encolheu 9,7% no segundo trimestre deste ano em comparação ao período anterior, deixando o país em recessão técnica, de acordo com os dados do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgados na terça-feira (1º) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Recessão técnica é o termo usado para quando o PIB (Produto Interno Bruto) registra resultado negativo em dois trimestres consecutivos, o que não acontecia desde o final de 2016 no Brasil. O PIB foi influenciado pela pandemia de coronavírus, que levou governos a adotarem medidas de isolamento social para evitarem a transmissão do vírus.
------------
•     O governo federal entregou formalmente ao Congresso Nacional a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma administrativa do Poder Executivo, que prevê mudanças nas regras do funcionalismo público. O texto altera o número de carreiras no funcionalismo, proíbe progressões automáticas, como gratificação por tempo de serviço, impõe a possibilidade de demissão de servidores por desempenho insuficiente e altera o período de experiência de dois anos para efetivação.
-------------
•     Também chegou ao Congresso Nacional a proposta de Orçamento para 2021. O texto prevê um salário mínimo de R$ 1.067 e alta de 3,2% no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Para o governo, o mínimo sem reposição do poder de compra da população visa cumprir o teto de gastos.
-------------

 •    O Senado aprovou na quinta-feira, dia 3, o texto-base do projeto que flexibiliza regras do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Entre as principais mudanças estão a ampliação da validade da carteira nacional de habilitação (CNH), para 10 anos e do uso obrigatório da cadeirinha até os 10 anos de idade, a criação de regras para o uso dos chamados “corredores” de motos e o aumento do número de pontos acumulados necessários para a suspensão da habilitação. O placar foi de 46 senadores a favor e 21 contra. Como foi aprovado com emendas, o projeto volta para a Câmara.
----------------
•     Coordenador da Lava Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol anunciou que vai deixar o comando da força-tarefa após seis anos. Ele afirma que deixa o posto para se dedicar de modo especial à família. O substituto de Dallagnol no comando da operação será Alessandro José Fernandes de Oliveira, que já atua na operação desde janeiro de 2018.
-------------------
     A vacina russa, primeira registrada no mundo contra a contra covid-19, produziu anticorpos no teste inicial, segundo estudo publicado na revista The Lancet na sexta-feira, dia 4. A pesquisa mostra que 100% dos pacientes desenvolveram defesa para o novo coronavírus sem reação adversa grave. O país anunciou na segunda-feira, dia 31, que a vacinação de grupos de risco será realizada entre novembro e dezembro deste ano.


.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial