13/07/2020 às 21h30min - Atualizada em 13/07/2020 às 21h30min

Santa Catarina: mais de 500 mortes e 43,8 mil casos confirmados

Ocupação nas UTIs da rede pública de saúde é de 71,7%. Na região, Içara e Criciúma já apresentam faltam de leitos para tratamento intensivo para Coronavírus

Foto: Secad/Ilustração
O estado de Santa Catarina registrou um total de 20 novas mortes por Coronavírus nas últimas 24 horas, chegando assim a marca de 517 óbitos causados pela doença desde o inicio da pandemia. O número de casos confirmados é de 43.815, sendo que destes, 35.636 já estão recuperados.

Confira os dados divulgados no boletim estadual:
 
  • 43.815 mil casos confirmados. No domingo (12), eram 43.031 mil;
  • foram acrescentados ao balanço 784 novos casos em 24 horas;
  • 517 mortes. No domingo, eram 497;
  • foram acrescentadas ao balanço 20 mortes em 24 horas;
  • 35.636 mil recuperados;
  • taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública é de 71,7%;
  • há 389 leitos de UTI vagos;
  • taxa de letalidade é de 1,18%.
 
 
     A grande preocupação é com os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dos 1.376 leitos oferecidos  na rede pública em Santa Catarina, 987 estão ocupados, 376 por pacientes com confirmação ou suspeita de Coronavírus.
     Na região, Içara começou esta segunda feira anunciando que seus dez leitos de UTI do Hospital São Donato estavam ocupados, nenhum por pacientes com o Covid-19, mas ainda assim, essa ocupação preocupa pelos casos novos que podem chegar.
 
 “Desde a semana passada a gente não estava aceitando pacientes com Coronavírus na nossa UTI. Estávamos com falta de bloqueadores musculares, remédios que são utilizados no tratamento de pessoas com Covid-19 em UTI. Já compramos 3 mil ampolas e elas chegaram no meio da semana passada, mas agora todos os leitos estão ocupados com outras comorbidades. Para colocar alguém com Covid-19 na nossa UTI é preciso que os atuais pacientes tenham alta”, declarou Júlio César De Luca, diretor-administrativo do HSD.
     Ele ainda contou que a  Secretária de Estado da Saúde de Santa Catarina, chegou a oferecer novas unidades de respiradores, mas que a oferta não foi aceita pois os respiradores vêm sem monitores. "Ainda tem o custeio. Quem vai pagar? Para nós é totalmente inviável", afirmou.

     Em Criciúma, neste domingo (12), os 28 leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes com Coronavírus estavam ocupados. Mas nos próximos dias, dez novos leitos devem ser instalados no Hospital São José. “Conversei com a Secretaria de Saúde do Estado [na noite deste domingo] para que possamos agilizar a abertura dos novos dez leitos e o Governo de Santa Catarina já pediu habilitação ao Ministério da Saúde”, explicou o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande.



Com informações: Portal G1 e Engeplus.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial