25/04/2020 às 11h55min - Atualizada em 25/04/2020 às 11h55min

Drone é usado para identificar queimadas

Divulgação

 

A Fundação do Meio Ambiente de Morro da Fumaça (Fumaf), iniciou nesta semana a verificação de queimadas irregulares com a utilização de drone. Os trabalhos tiveram início no bairro Naspolini, onde foram verificados indícios de queimadas em lixo e em áreas com pastagem e vegetação seca. "Como no bairro Naspolini, o que vem acontecendo no município são queimadas de vegetação e pastagens nas áreas periféricas e a queima de resíduos em geral e restos de podas nas áreas centrais", comenta o diretor da Fumaf, Natan de Souza.

 

Ele acrescenta que as duas formas têm potencial de poluição do ar. "Representa risco para a saúde, para vegetação, animais, residências próximas. No bairro Naspolini, inclusive, foi identificada a queimada de um terreno próximo às casas, colocando em risco a vida e os imóveis. Se não fosse a atuação do Corpo de Bombeiros, os estragos poderiam ser maiores", completa.

 

Leis municipais e estaduais prevêem sanções para quem prática este tipo de ato. "A Fumaf está intensificando a fiscalização em função destas práticas, sendo que os responsáveis são sujeitos a multas, respondendo, até, criminalmente pelos seus atos. É necessária a consciência da população e a colaboração através das denúncias", ressalta Souza.

 

Poluição e doenças respiratórias

O diretor da Fumaf alerta ainda para o aumento das doenças respiratórias ocasionadas pela poluição atmosférica. "As queimadas elevam a poluição do ar que, aliada ao clima mais seco, contribui para maior incidência de doenças respiratórias. As baixas temperaturas do início do dia, aliado ao fenômeno natural de inversão térmica, comum nesta época do ano, prejudicam a dispersão destes poluentes na atmosfera, fazendo com que as pessoas respirem um ar mais poluído", finaliza.

 

As denúncias podem ser feitas pelos telefones 3434-4497 e 99101-2769 (Whatsapp).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato direto
Comercial
Comercial